Home » Esportes » Grêmio perde invencibilidade

gremio

A invencibilidade de 51 jogos do Grêmio no estádio Olímpico foi quebrada na noite desta quinta-feira em um dos piores momentos possíveis. A equipe perdeu por 2 a 1 para o Pelotas e foi eliminada nas quartas de final da Taça Fábio Koff. Assim, o Grêmio dá adeus à chance de conquistar o título do Campeonato Gaúcho por antecipação, já que foi campeão da Taça Fernando Carvalho, o primeiro turno da competição.

A última derrota do Grêmio no Olímpico havia acontecido em  13 de setembro de 2008, contra o Goiás. De lá para cá foram 51 jogos contra adversários como Flamengo, Corinthians, Internacional e São Paulo, entre outros grandes rivais. Pois coube ao pequeno Pelotas, que subiu este ano da segunda divisão gaúcha,  a façanha de conseguir derrotar o Grêmio, quebrando também uma série de 15 vitórias seguidas do tricolor da capital.

Com a vitória o Pelotas se credita a enfrentar o São José na semifinal. O time treinado por Argel empatou em 0 a 0 com o Inter de Santa Maria e venceu por 3 a 1 nos pênaltis. Na outra semifinal, o Internacional vai enfrentar o Ypiranga. Quem ganhar o turno enfrentará o Grêmio na decisão do Estadual.

Antes do início da partida, chamou a atenção um diálogo entre os dois treinadores. “Que vença o melhor”, disse Silas quando cumprimentou Beto Almeida. “Se for assim você já venceu”, respondeu o técnico do Pelotas. “Então, que vença quem jogar melhor”, triplicou o gremista.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO

12min – Maicon Sapucaia cruzou e Alex Dias errou em bola
32min – Thiago Duarte cruza e Bruno perde o gol
33min – Maylson cruza e Bergson erra em bola, sozinho
36min – Jonas cruza e Maylson perde o gol
46min – GOOOOLLLL DO GRÊMIO!!!! Após lance polêmico, Bergson cruza e Maylson empurra para o gol vazio
SEGUNDO TEMPO
13min – Cruzamento da direita e Jonas cabeceia para fora
21min – GOOOOLLLL DO PELOTAS!!!! Thiago Duarte faz paradinha e vence Victor em cobrança de pênalti
33min – GOOOOLLLL DO PELOTAS!!!! Thiago Duarte, agora sem paradinha, marca de pênalti

* SEMIFINAIS DO 2º TURNO
* NOTÍCIAS DO GAUCHÃO
* SÃO JOSÉ X INTER-SM
* MAIS GRÊMIO NO UOL ESPORTE

Pelotas, o adversário mais forte do ano no Olímpico

No começo do jogo Silas se mostrou preocupado com o lado direito de seu time. Edílson errou três lances na sequência. No quarto, o treinador perdeu a paciência. Gesticulando muito e visivelmente transtornado, o comandante indicava a necessidade de passagem pelo flanco para que o Grêmio conseguisse seu primeiro arremate em gol. Até os 10 minutos, nenhuma chegada forte havia ocorrido, isto porque o Pelotas se postava defensivamente e com qualidade. Aos 11, Edílson viu Silas reconhecer seu esforço quando fez o que o técnico pedira.

No contra-ataque o Pelotas assustava a defesa gremista. Em velocidade, Maicon Sapucaia cruzou e Alex Dias, ex-São Paulo, perdeu a melhor chance do confronto até então. Sem dúvida, dos times que jogaram no Olímpico em 2010, o Pelotas foi o que trouxe a maior dificuldade tática. Bem armado, o time do sul do estado “amarrava” o Grêmio e contava com o apoio de cerca de mil pessoas que viajaram durante quatro horas para acompanhar seu time. Visivelmente, a decisão nos pênaltis não desagradava o Pelotas, que ganhou tempo em todas as oportunidades.

Mesmo que Silas reclamasse constantemente de Edílson, foi o lado esquerdo defensivo que apresentou os maiores problemas. O experiente Maurinho, com passagens por Cruzeiro, São Paulo, entre outros, manteve vantagem sobre os marcadores e dificultou as atividades gremistas.
Depois de 33 minutos, Grêmio acorda

Somente aos 33 minutos ocorreu a primeira chance de gol do Grêmio. Maylson driblou seu marcador e cruzou. Bergson apareceu sozinho mas errou em bola. Na sequência da jogada a bola sobrou para Douglas, que também não conseguiu o arremate. Depois disso, o time de Silas acordou. A principal arma encontrada foi o cruzamento. Maylson também esteve perto de marcar, mas acabou perdendo.

Aos 41 minutos do primeiro tempo, um lance polêmico dentro da área do Pelotas. O zagueiro Jonathas Costa levou o braço até Maylson, que caiu. Silas reclamou muito com o auxiliar Marcelo Barison que estava de frente para o lance. Sem a marcação do que seria um pênalti, o treinador ficou muito irritado. O jogo pegou fogo nos minutos finais do primeiro tempo, Jonas simulou ser agredido, Leandro saiu do banco para reclamar, mas nada ocorreu.

Desta confusão saiu o gol do Grêmio, em um lance tão polêmico quanto o pênalti não marcado. Após uma reversão de lateral, a bola desviou, sem intenção, no braço de Bergson. Ele cruzou e Maylson empurrou para o gol vazio. Com placar aberto, o Grêmio foi para os vestiários em vantagem.
JONAS COMPLETA 100 JOGOS PELO GRÊMIO

Neco Varella/Freelancer
O atacante entrou em campo com a camisa 100. Antes do início do jogo, recebeu uma placa do presidente Duda Kroeff e foi ovacionado pela torcida. No momento da bola rolar, o 100 deu lugar ao 7, mas a camisa vestida por Jonas era estilizada. Havia a inscrição “100 jogos” no lado esquerdo do peito e no centro uma foto do atleta estilizada. Para a infelicidade do atacante, o time perdeu e ele passou em branco.
Pelotas pressiona, e vira o jogo

No segundo tempo, o Pelotas seguiu dando trabalho. Empurrado pela torcida que gritava constantemente nas arquibancadas do Olímpico, o time de Beto Almeida buscou o empate desde o primeiro minuto. Saindo para o jogo, foi inevitável deixar espaços. Estes, eram aproveitados pelo Grêmio, mas sem efetividade.

Exatamente em um destes contra-ataques, Jonas perdeu uma chance clara. Aos 13 minutos, em um cruzamento de Edílson, o atacante perdeu gol de cabeça. Em seu centésimo jogo com a camisa gremista, Jonas não repetia a boa atuação das últimas partidas.

Aos 21 minutos, a pressão do Pelotas foi efetiva. Lançamento para a área do Grêmio e Victor cometeu pênalti sobre Thiago Duarte. Na cobrança, o ex-jogador do próprio Grêmio fez a paradinha e venceu Victor. Transtornado, o goleiro, que já admitiu ver a paradinha como uma covardia do atacante, pediu a repetição, mas o gol foi validado.

O gol do Pelotas modificou a cara do jogo. Enquanto o Pelotas voltou a fazer cera em todos os lances possíveis, o Grêmio saiu em busca do gol. Desordenado, o time de Silas não criava chances claras. Rodrigo, mesmo sem ser capitão, coordenava os atletas e buscava incitar o ataque, o que parecia inútil.

Desta vez foi o Pelotas quem usou o contra-ataque. Sandro Sotilli entrou pela direita e foi derrubado, gerando mais um pênalti. Thiago Duarte bateu novamente, desta vez sem paradinha, e marcou o segundo do Pelotas.
O GRÊMIO NO TWITTER

A falta de organização seguiu no Grêmio que aparentava nervosismo por estar perdendo em casa. Curiosamente, no jogo em Pelotas, o time de casa saiu na frente e o Grêmio virou graças a Jonas. Nesta quinta, Thiago Duarte foi o nome da partida por marcar os dois do time do interior.

O nervosismo tomou tanto conta do time tricolor, que Douglas, ao reclamar de uma marcação de tiro de meta, chutou a bola no bandeirinha e foi expulso. Foi a primeira expulsão do Grêmio no ano.

Depois disso, não havia tempo para mais nada. O Pelotas tirou a invencibilidade de 51 jogos no Olímpico e o Grêmio está desclassificado

A Federação Gaúcha ainda não se manifestou oficialmente, porém, com o jogo do Internacional marcado para sábado, Pelotas e São José devem se enfrentar no domingo, às 16h. Já o Grêmio aguarda o vencedor do turno para a finalíssima do Estadual.

GRÊMIO 1 X 2 PELOTAS

GRÊMIO
Victor; Edílson, Mario Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando,Willian Magrão, Maylson(Leandro) e Douglas; Jonas e Bergson(Hugo).
Técnico: Silas Pereira

PELOTAS
Jonatas; Jonas, Bruno Salvador e Jonathas Costa; Maurinho, Gavião, Jucemar(Maurício), Maicon Sapucaia e Pedro(Clodoaldo); Alex Dias(Sandro Sotilli) e Thiago Duarte.
Técnico: Beto Almeida

Data: 08/04/2010, quinta-feira
Local: estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e João Lúcio de Souza
Público:11.724
Renda: R$ 227.539,00
Cartões amarelos: Willian Magrão (G), Victor (G), Jonatas (P), Jonathas Costa (P)

Cartões Vermelhos: Douglas (G)
Gols: Maylson (Grêmio) aos 46min do primeiro tempo; Thiago Duarte (Pelotas) aos 21min e aos 33min do segundo tempo

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!